terça-feira, 15 de agosto de 2017

Em 2009 iniciamos a gestão de resíduos sólidos no Tribunal Regional Federal 3a.Região


TRF3 ORGANIZA EXPOSIÇÃO COM MATERIAIS RECICLÁVEIS E REUTILIZÁVEIS 
NO DIA INTERNACIONAL DO MEIO AMBIENTE

A mostra reúne sucatas produzidas pelo órgão com potencial para reciclagem e artesanatos 
desenvolvidos 
por ONGs da cidade de São Paulo 
Para comemorar o Dia Internacional do Meio Ambiente (5/6), a Comissão de Gestão Ambiental 

da Justiça 
Federal da 3ª Região organiza a exposição 5 Rs – Reduzir, Reutilizar, Reciclar, Repensar e 
Recusar
A mostra apresenta materiais recolhidos no Tribunal Regional Federal da 3ª Região que podem ser 
reciclados e reutilizados e trabalhos artesanais feitos com sucatas por ONGs da capital. 
O objetivo é sensibilizar os servidores e magistrados para a reciclagem.

A exposição atende a uma resolução do Conselho Nacional de Justiça que pede que os órgãos do 
Poder Judiciário se manifestem em datas específicas. O evento acontece nos dias 4 e 5 de junho, 
na sede do Tribunal, localizada na avenida Paulista, 1842, Torre Sul.

A desembargadora federal Consuelo Yoshida, membro da Comissão de Gestão Ambiental da 3ª Região, participou da abertura da exposição. “É importante mostrar como todo material que se utiliza e que, normalmente, se joga no lixo é útil. Nem tudo é lixo. 
Os resíduos têm valor 
econômico e podem ser reutilizados ou reciclados”.

Annabella Andrade, da ONG Comunidade Brasil, responsável pela montagem da exposição,
afirma que a mostra, além de comemorar o Dia Internacional do Meio Ambiente tem como 
proposta sensibilizar as pessoas para que elas se movam no sentido da reciclagem.

A mostra está dividida em duas partes: na primeira, o visitante irá encontrar sucatas – 
pastas, copos, garrafinhas, galões de água, papelões e pneus - recolhidas nos depósitos e 
dependências do Tribunal, com a indicação do tempo que esses materiais permanecem no meio 
ambiente e como podem ser reutilizados e reciclados.

Na segunda parte, a ONG Comunidade Brasil apresenta produtos desenvolvidos a partir de papel, couro vegetal, cerâmica e vidro, por outras 13 ONGs da cidade de São Paulo.

Entre os trabalhos expostos estão agendas e cartões produzidos pelo Projeto Papel de Gente que reúne 500 pacientes do Centro de Apoio ao Paciente Psiquiátrico do Hospital de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina. “O grupo é formado por pessoas que têm algum transtorno psíquico como esquizofrenia ou transtorno obsessivo compulsivo – TOC”, explica Annabella Andrade, representante da ONG Comunidade Brasil.
O papel do Tribunal na preservação do Meio Ambiente 
A desembargadora federal Consuelo Yoshida explica que algumas medidas adotadas no Tribunal têm 
contribuído para a redução do volume de lixo produzido. “O lixo que sai daqui não é lixo, é uma grande 
quantidade de papel. O número de páginas impressas está diminuindo após a determinação para que a impressão seja feita frente e verso. Além disso, o envio de memorandos e ofícios por e-mail, também contribui. Entre gabinetes, não imprimimos mais as pautas e resumos de pautas. Com isso, estamos reduzindo o uso de papel”. 

A Comissão de Gestão Ambiental da Justiça Federal da 3ª Região também realiza campanhas para 
racionalizar a utilização de copos e papel no Tribunal. Atualmente, cada servidor utiliza diariamente 
6 copos plásticos e imprime mensalmente, em média, 500 folhas. 
“Queremos que os servidores se conscientizem. Primeiro, nós estamos 
pedindo para que os servidores reduzam o número de copos utilizados. 
Depois, faremos uma campanha para que cada servidor utilize apenas um copo durante o dia”, 
explica a servidora Fátima Agostinho da Graça Félix
integrante da Comissão. “Estamos tentando partir para a conscientização ambiental, 
com o objetivo de que o servidor entenda que ele precisa reduzir para poder cuidar do meio ambiente”, 
finaliza.


Fotos:
Edgard Catão / TRF3
 1 - Banner da exposição 5 Rs – Reduzir, Reutilizar, Reciclar, Repensar e Recusar.2 - Peças artesanais produzidas por ONGs da cidade de São Paulo.

3 - Desembargadora federal Consuelo Yoshida visita a exposição.

4 - Artesanatos produzidos com material reciclado.

5 - Lixo recolhido nas dependências do TRF3 que pode ser reciclado ou reutilizado.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Viva o Dia Internacional do Meio Ambiente " Dia 05 de Junho de 2017"



Venha participar e comemorar o Dia Internacional do Meio Ambiente praticando esportes na Praça Marechal Deodoro, no bairro de Santa Cecília !




Neste evento socioambiental, faremos uma reflexão sobre o dia 05 de junho, Dia internacional do Meio Ambiente,  contaremos com o cadastramento de edifícios para a implantação da coleta seletiva, coleta de óleo de cozinha, plantio de arvores em parceria com o Projeto Mudas Mooca, 
capitaneado pelo ativista Danilo.



I CAMINHADA SAMPA ATIVA NO CENTRO

Qual é a importância da atividade física para o nosso dia a dia. A prática regular de determinadas atividades físicas reduzem substancialmente o risco de morrer de doença cardíaca coronária, diminui o risco de infarto, câncer de cólon, diabetes e pressão alta entre outras doenças.

As Secretarias Municipal de Esportes e Lazer e da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida  em parceria com várias entidades, como Comunidade Brasil, Parque Minhocão, Filhos da Santa, empresas locais, moradores(as) da área central estão organizando várias ações afirmativas no bairro de Santa Cecília, para comemorar o Dia Internacional do Meio Ambiente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...